• Luiz Alcoba

Oracle Linux

As empresas procuram tecnologias que possam ajudá-las a acelerar o lançamento de produtos no mercado e manter-se à frente da concorrência. Os aplicativos baseados em micros serviços nativos na nuvem podem oferecer a agilidade e a maior produtividade necessárias.

Contudo, a maioria das operações de TI está sobrecarregada com as constantes mudanças no panorama de tecnologia nativa na nuvem. Uma opção é criar seu próprio ambiente nativo na nuvem com software de código aberto, mas nesse caso, você enfrentará a complexidade de escolher o software certo e integrá-lo para que ele funcione com todos os sistemas, sem nenhum suporte do fornecedor. A outra abordagem é usar uma pilha de tecnologia ou distribuição de um fornecedor de software.


Nessa opção, sua empresa contaria com suporte, mas poderia ficar presa ao fornecedor em questão, que talvez não esteja atualizado com as mais recentes tecnologias.

A Oracle apresenta uma alternativa mais interessante, com o melhor dos dois mundos, fornecendo software compatível com os padrões abertos, as especificações e as APIs definidas pela CNCF® (Cloud Native Computing Foundation®).

EVOLUÇÃO DO DESENVOLVIMENTO E IMPLEMENTAÇÃO

Há vários anos, temos visto a decomposição de aplicativos em micros serviços executados em infraestrutura de contêiner, com desenvolvedores e operações colaborando e usando metodologias DevOps.

CLOUD NATIVE COMPUTING FOUNDATION

Um aspecto crucial desta abordagem é a existência de uma organização dedicada ao setor, a Cloud Native Computing Foundation ou CNCF, que promulga diretrizes e define certificações para software de micros serviços nativos na nuvem. A Oracle é membro de nível Platinum da CNCF e da Linux Foundation.

A Oracle vem acompanhando de perto e contribui com o trabalho da CNCF e da OCI (Open Containers Initiative), além de seguir os padrões definidos por ambas as instituições. Por exemplo, o Oracle Container Runtime for Docker é compatível com a OCI e o Oracle Container Services tem a certificação de conformidade da CNCF para uso com Kubernetes. As duas ofertas foram incluídas no Oracle Linux há muitos anos.

ORACLE LINUX CLOUD NATIVE ENVIRONMENT

Com o Oracle Linux Cloud Native Environment, a Oracle oferece recursos para os clientes

desenvolverem aplicativos baseados em micros serviços, que podem ser implementados em ambientes que oferecem suporte a especificações e padrões abertos.

Infraestrutura de contêiner


Os contêineres são a infraestrutura fundamental para implementar aplicativos modernos em nuvem. A Oracle oferece ferramentas para criar e provisionar contêineres compatíveis com OCI, usando o Oracle Container Runtime for Docker.

Para oferecer maior segurança e isolar as cargas de trabalho, a Oracle adotou um projeto da OpenStack Foundation, conhecido como Kata Containers. A Oracle está usando o software Kata Containers a fim de fornecer o framework para a criação de máquinas virtuais leves, que podem facilmente ser conectadas a um ecossistema de contêineres. Uma combinação da iniciativa Clear Container da Intel com o projeto Hyper runV, o Kata Containers oferece outros níveis de segurança, mantendo a mesma velocidade de desenvolvimento e implementação dos contêineres tradicionais. O software Kata Containers está disponível como uma versão prévia de desenvolvedor com o Oracle Linux.

Gestão e orquestração de contêineres

O Oracle Container Services para uso com Kubernetes é baseado no projeto Kubernetes upstream e lançado no programa Kubernetes Certified Conformance da CNCF, simplificando a configuração e a instalação de Kubernetes com suporte para backup e recuperação. Essa solução foi desenvolvida para o Oracle Linux e pode ser integrada com o Oracle Container Runtime for Docker a fim de fornecer um ambiente completo de contêineres e orquestração para a distribuição de micros serviços e desenvolvimento de aplicativos de última geração.

O CRI-O é uma interface em tempo de execução de contêiner Kubernetes e está disponível em versão prévia com o Oracle Container Services para uso com Kubernetes. O CRI-O permite executar contêineres diretamente no Kubernetes — dispensando o uso de códigos ou ferramentas adicionais. Contanto que o contêiner seja compatível com a especificação da OCI (Open Containers Initiative), o CRI-O poderá executá-lo sem precisar de ferramentas externas para fazer o que essa interface faz de melhor: turbinar seus aplicativos de última geração nativos na nuvem.

Redes nascidas na nuvem

O Flannel é um projeto da CNCF que consiste em uma tecnologia de redes utilizada para

conectar contêineres Linux e que, atualmente, oferece a rede de sobreposição (overlay)

empregada no Oracle Container Services para uso com Kubernetes.

O CNI (Container Network Interface), um projeto coordenado pela CNCF, busca simplificar a tecnologia de redes para cargas de trabalho de contêineres, definindo uma interface de rede comum para esse tipo de componente. O plugin CNI está disponível em versão prévia de desenvolvedor.

Em breve, outros recursos, como o Calico, darão opções de conectividade de rede segura para cargas de trabalho de contêineres e máquinas virtuais, com opções de rede ainda melhores para os clientes.

Armazenamento nativo na nuvem

Há vários projetos de armazenamento associados à CNCF e muitos fornecedores foram incluídos por padrão no Oracle Container Services para uso com Kubernetes, como o GlusterFS, que faz parte do Gluster Storage para o Oracle Linux Release 3.12.

No futuro, a integração do armazenamento acontecerá por meio de um novo plugin, conhecido como CSI (Container Storage Interface) em versão Alpha a partir do Kubernetes 1.9. O novo plugin seguirá uma especificação padrão e permitirá que os fornecedores de armazenamento gerenciem seus plugins em seus próprios cronogramas em comparação a um alinhamento com as versões do Kubernetes upstream. O plugin CSI está disponível em versão prévia de desenvolvedor.

CI/CD (integração e entrega contínuas)

O aumento na adoção de microsserviços e o desenvolvimento de aplicativos nativos na nuvem exigem opções de integração e entrega contínuas para acompanhar o acelerado ritmo das novas versões. O Jenkins X, disponível em versão prévia, é um projeto da CNCF que reinventa o modo como os desenvolvedores devem interagir com CI/CD na nuvem, com o objetivo de tornar as equipes de desenvolvimento mais produtivas por meio de automação, ferramentas e melhores práticas de DevOps.

Observabilidade e diagnósticos

Prometheus é uma poderosa e flexível solução de instrumentação para monitorar ambientes de contêiner, que oferece dados dimensionais em séries temporais, robustas ferramentas de consulta e recursos de alertas para melhorar a visibilidade de todo o ambiente. Além disso, a integração com “exportadores” de outros fornecedores permite aos usuários coletar dados adicionais e transformálos em uma métrica no Prometheus. Podemos citar como exemplo o Fluentd, que consiste em um coletor de dados que desvincula fontes de dados dos sistemas back-end, fornecendo uma camada de registro unificada entre eles. O Fluentd fornece um exportador para Prometheus, proporcionando uma experiência de integração mais simples. O Prometheus e o Fluentd estão disponíveis em versões prévias de desenvolvedor.

ORACLE LINUX PARA DESENVOLVIMENTO

Experimentado, testado e ajustado para cargas de trabalho empresariais, o Oracle Linux é usado por desenvolvedores em todo o mundo. O servidor yum do Oracle Linux oferece acesso fácil à versão prévia do Linux para desenvolvedores, incluindo a versão mais recente do software Cloud Native Environment.

Milhares de pacotes EPEL também foram desenvolvidos e assinados pela Oracle para segurança e compliance. As coletâneas de software incluem versões recentes do Python, PHP, Node.js, nginx e muito mais. Além disso, as ferramentas de desenvolvimento do Oracle Cloud, como Terraform, SDKs e CLI, estão disponíveis para proporcionar uma experiência aprimorada. Por fim, o Oracle VM VirtualBox ajuda os clientes a dar os primeiros passos com o Oracle Linux Cloud Native Environment rapidamente.

Oracle Linux Cloud Native Environment

A Oracle oferece um ambiente operacional integrado, consagrado entre desenvolvedores e que permite ao pessoal de operações de TI oferecer facilmente:

  • Contêineres e orquestração

  • Ferramentas de gestão

  • Ferramentas de desenvolvimento

Principais benefícios

  • Aceleração da geração de valor e maior agilidade graças à abordagem modular e à melhor produtividade dos desenvolvedores.

  • Modernização dos aplicativos e redução dos custos, com exploração total das vantagens econômicas da nuvem e do código aberto.

  • Sua empresa não ficará presa a um fornecedor.

1 visualização

A2F

Whats 2.png

Tel. +55 (11) 5508-1111

Rua Jaceru, 384, Cj 905

CEP: 04705-000 - Brooklin

São Paulo | SP - Brasil

Conecte-se

  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram